A EscolaAUTISMO, UM PROCESSAMENTO DIFERENTE!Educação

AUTISMO, UM PROCESSAMENTO DIFERENTE!

ACHO QUE EU JÁ SABIA…

Escrever o primeiro texto…o meu Deus…me ajude!!! Rsrs

Mariana nasceu em 2007, me lembro como hoje, uns 15 dias após seu nascimento, olhei para meu marido chorando e disse… “acho que não vou conseguir, não vou dar conta”.

A maternidade muda do avesso a vida de uma mulher, mas acho que eu já sabia. A Mari nunca foi um bebê calmo, muitos e muitos choros, noites em claro. Fora do normal mesmo.

Mas fui me acostumando, aprendendo a ser mãe, mal sabia que já estava aprendendo a ser mãe de autista.

Chegou a balbuciar aos 10 meses, mas simplesmente parou e não deu sequência ao desenvolvimento normal da fala.

Perguntava ao pediatra: “a Fala não vem, ela já tem 2 anos”, resposta: “calma mãe cada um tem seu tempo”.

Mas do retrovisor do meu carro eu via ela balançar suas mãos, ficava me indagando, tem algo estranho, porque ela faz isso? Porque ela não responde aos meus chamados?

Com 2 anos e 5 meses ouço pela primeira vez na vida a palavra autismo de uma fonoaudióloga: “olha, não posso te falar que sua filha é autista, mas ela tem comportamentos autísticos”.

A partir daí minha graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado se iniciaram…

Iniciou a formação de uma nova mulher, que teve e ainda tem que se superar diariamente, mas que agradece sempre toda a transformação para melhor que autismo me trouxe e ainda deve me trazer.

Levar ao maior número possível de pessoas informações de como lidar com um autista é um sonho, esse é o melhor presente que posso dar a minha filha!

Por

ELAINE CRISTINA ARRUDA ALVES ROSA

4 Comentários

  • Responder
    Avatar
    Gildete Diz:

    outubro 19, 2019 at 06:32 pm

    Parabéns Elaine pela sua garra e dedicação, só quem tem um filho autista é capaz de ajudar outros pais que passam pela mesma situação.

    • Responder
      Avatar
      Elaine Diz:

      outubro 19, 2019 at 09:01 pm

      Obrigada!!! bjs

    • Responder
      Avatar
      Elaine Diz:

      outubro 19, 2019 at 09:01 pm

      Obrigada, bjs

  • Responder
    Avatar
    Amanda Diz:

    outubro 19, 2019 at 03:11 pm

    Elaine, que prazer conhecer um pouco mais de você e da princesa Mari.
    Fazer cursos, ler livros pode ajudar um pouco a compreender esse mundo que é tão complexo, mas ter o depoimento de quem vive e conviver com quem é autista é a maior forma de aprendizado.
    Parabéns, pela aula que vocês duas dão sempre de perseverança, fê e muito amor.
    Obrigada pela oportunidade de poder aprender com vocês.
    Beijos e muito boa sorte nessa nova caminhada.

DEIXE UM COMENTÁRIO