Educação

A partir de qual idade se deve introduzir a educação financeira para um filho?

A partir de qual idade se deve introduzir a educação financeira para um filho?

Desde o momento em que o filho aprende a pedir.

Educação financeira não se trata apenas de planilhas e matemática. É muito mais do que isso, é comportamento, é a forma que pensamos, sentimos em relação a esse dinheiro, e também o que se fala dele.

Como começamos a introjetar a ideia de dinheiro para os pequenos?

  • Vá falando com a criança, desde pequena, olhando em seus olhos, que ela é próspera, que tudo que ela precisar em sua vida e desejar de verdade ela terá capacidade de conseguir. Mesmo que a criança não entenda direito todas essas palavras, você já vai programando sua mente de que ela é capaz e vive em um mundo de abundância. Aqui dá pra brincar fazendo um paralelo com super-heróis e princesas e seus super poderes. De forma lúdica, os pais, vão passando confiança, e um sentimento de “EU POSSO” a essa criança, reforçando sua autoconfiança.
  • A partir dos 4 anos, pode-se dar algumas moedas ou notas de pequeno valor para a criança já ir manuseando, conhecendo e identificando o dinheiro.
  • Quando a criança desejar comprar alguma coisa: um doce, dê o valor em dinheiro correspondente àquela compra e faça-a pagar no caixa, explicando que, o dinheiro é um instrumento de troca: a criança troca o dinheiro pelo doce.
  • Quando vier o pedido de um brinquedo (e eles pedem tudo a todo instante!!), explique que você trabalha 30 dias (geralmente é assim) e que recebe seu dinheiro (do chefe) em 1 dia – mostre isso em um calendário. E que, no dia em que você receber seu dinheiro, você irá separa-lo para poupar, pagar tudo que precisa e verá o quanto de dinheiro você poderá dispor para a compra do brinquedo. Às vezes, você vai precisar juntar por alguns meses esse dinheiro, para comprar o brinquedo. Explique isso a criança, mostrando no calendário. Agora, se você não quiser dar esse tal brinquedo a seu filho, não diga que você não tem dinheiro. Além de não estar falando a verdade, você vai introjetando que não há dinheiro nessa família.
  • Mas o dinheiro não serve só para ser gasto. Leve a criança também a um caixa eletrônico para fazer um depósito explicando que aquele dinheiro vai ficar ali guardado por um tempo e vai engordar muito, e vai dar filhinhos, ou seja, mais dinheiro para que a família realize mais sonhos.
  • Faça junto com a criança uma doação em dinheiro a alguma instituição que você conheça e confie, explicando que o dinheiro é feito para ser gasto, ser poupado e ser doado ajudando a outras pessoas a também terem seus sonhos realizados.

Com essas dicas, tenha certeza de que, você já começou a educar financeiramente seus filhos e programar suas mentes para viver num mundo de abundância com autoconfiança e sem medo desse poderoso instrumento de troca. Esse assunto vai se formando na mente da criança de forma leve e natural, pois o dinheiro, tem que ser encarado assim, faz parte da nossa vida como tantas outras coisas.

Um grande abraço e até o próximo encontro!

Sugestões de temas:

e-mail: cris@crismaeda.com.br

Face: Cris Maeda

Instagran: Cris Maeda

Youtube: Cris Maeda

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE DE

1 COMENTÁRIO

  • Responder
    Avatar
    Graziela Diz:

    outubro 28, 2020 at 02:08 pm

    Cris….amei! Excelente texto…. Vale pra muito adulto tbem….rs.Parabéns! Beijo

DEIXE UM COMENTÁRIO